Chegou o Wordpress 5.0! O que esperar dele? - AFC Web Design

Dicas para você

Chegou o WordPress 5.0! O que esperar dele?

A nova versão de nossa plataforma mais querida para blogar chegou agora, em dezembro de 2018, para revolucionar a forma como conhecemos em editar e diagramar nossos posts: com o novo editor, o Gutenberg!

A ideia neste novo editor é dar mais liberdade para construir e editar o conteúdo usando o princípio de blocos, ajudando a organizar o conteúdo e mante-lo numa consistência visual sem precisar ter muitas noções de diagramação e design. Aqui você construirá seu conteúdo da forma mais fiel possível ao resultado final lá em seu layout depois de apertar o botão “publicar”.

Teremos aquela sensação gostosa de usar uma máquina de escrever e ver nosso texto sendo mostrado exatamente como é.

Você pode tirar uma casquinha dele no site do WordPress


Cuidado, nem tudo são flores

É versão mais importante dos últimos tempos do WordPress. E como qualquer coisa nova, coisas antigas poderão deixar de funcionar. Isso significa que nem todos os plugins e temas serão 100% compatíveis com o Gutenberg no começo. Os plugins mais prováveis que poderão dar problemas no início são: 

  1. Plugins que trabalham diretamente na edição, como aqueles que criam campos extras de edição;
  2. Plugins que potencializam o editor clássico com mais botões de tarefas;
  3. E plugins que trabalham com sliders e galerias de fotos. 

Entretanto, é uma questão de tempo para eles se atualizarem e seguirem o caminho lado a lado com a nova tecnologia de edição. Não é interessante para os desenvolvedores ficarem para trás (o que ganham com isso, né?). Neste exato momento estão correndo para solucionar os problemas. Alguns até já se atualizam no mesmo dia em que a nova versão é lançada! E lembre-se: só utilize plugins bem avaliados e quando são realmente necessários. Já dei algumas dicas de  plugins essenciais aqui no site!

Há 3 formas de ver a compatibilidade de um plugin: 

  1. Quando há notificação de atualização do plugin no sistema;
  2. Na página oficial do plugin no acervo de Plugins WordPress;
  3. Ou no botão de “Ver detalhes” na lista de plugins de seu painel.

Quanto à questão dos temas, alguns serão incompatíveis e terão suas funcionalidades instintas — principalmente os temas da categoria premium que trazem infinitas possibilidades de construção de páginas de layout e de edição imposta por cima do editor original (que engloba as funcionalidades descritas acima na lista). Portanto, todo cuidado é pouco. Se você não está confiante de que seu tema será compatível com o Gutenberg, verifique com o desenvolvedor do tema sobre a questão da compatibilidade (ou se haverá atualização) e não atualize o seu WordPress até ter certeza!

Já os temas que são desenvolvidos utilizando as premissas do Editor Clássico original, principalmente com as formatações impostas pelo Editor Visual, pouco serão afetados: como textos em listas; parágrafos; bloco de citação; incorporação de mídias (como vídeos do Youtube, posts do instagram e vídeos de Facebook) e inserção de imagens pelo botão de mídia (com legendas ou não). Quase tudo irá permanecer intacto, pois o Gutenberg não afeta os posts que foram escritos pelo editor antigo se os mesmos não forem editados e convertidos a blocos. O Gutenberg afeta apenas os novos posts escritos na nova estrutura de diagramação. Ele utiliza as formatações oferecidas pelo tema original, e acrescenta formatações novas das quais não existem no originalmente no layout, evitando de “quebrar” o layout.

Os temas do AFC Design de forma geral são compatíveis com o WordPress 5.0 e Gutenberg pois são produzidos com base nos princípios originais de formatação do WordPress, sem sobreposição de configurações nativas e buscam ser independentes de plugins. Entretanto, é normal ter algumas pequenas formatações que se comportem diferente do esperado, principalmente em projetos entregues antes de Agosto de 2018. Portanto, estou à disposição para solucionar estes problemas! É só entrar em contato.

Atenção: A empresa não se responsabiliza por incompatibilidade de plugins de terceiros, pois essa responsabilidade é unicamente do desenvolvedor do plugin. 

Sempre tenha um backup em mãos

Antes de fazer qualquer atualização de uma versão WordPress, principalmente a 5.0, sempre é bom ter um backup em mãos caso algo dê errado. Se você sempre mantém seu sistema e plugins atualizados, muito difícil ocorrer problemas, pois o WordPress prioriza muito a autonomia do usuário final, possibilitando ele mesmo a atualizar o sistema com apenas 2 cliques. Mas antes prevenir do que remediar!

Confira se no seu plano de hospedagem há o serviço de backups diários automáticos. Isso é muito importante para restaurar qualquer tipo de problema caso o site tenha sido corrompido. Se houver algum problema, o suporte de sua hospedagem poderá voltar o que seu site estava em um dia antes da atualização como se nada tivesse acontecido.

Se seu tema foi projetado por um web designer contratado e de uso exclusivo, converse com ele sobre a compatibilidade do tema com essa nova versão do Wordpres — visto que ela não é como as outras anteriores. O profissional saberá a melhor forma de como proceder o backup, realizar a atualização e corrigir possíveis problemas que possam haver no layout.

Se seu tema é free ou comprado em loja de temas (e você não tem serviço de backup pela hospedagem), sugiro que use o plugin All-in-One Migration. Ele pode restaurar todo o seu site/blog exatamente como era antes, mesmo se você precisou apagar tudo e instalar um WordPress do zero (contando que o sistema novo esteja na mesma versão da qual vez o backup).

Atualizou e algo deu errado? Não se desespere

Se você já atualizou e viu que suas funcionalidades conhecidas do tema sumiram ou os posts ficaram muito desformatados com o Gutenberg, primeiro você pode voltar a usar o Editor Clássico. A equipe do WordPress sabe que o processo de adaptação dos usuários para o novo editor é algo gradual, e nos oferece uma alternativa até todo mundo estar habituado à nova versão. Para instalar basta ir no painel de Plugins em seu WordPress, buscar por “Editor clássico” e instala-lo.

Editor Clássico no WordPress. Estará disponível e sendo atualizado pela equipe do WordPress até 2021.

Se isso não solucionar seus problemas ou seus plugins deixaram de funcionar plenamente (e não encontrou outros plugins alternativos compatíveis com o novo WordPress), talvez agora não seja a sua hora de utilizar o WordPress 5.0, infelizmente. Você pode voltar para a versão 4.9.8 utilizando o plugin WP Downgrade, que auxilia a reinstalação de uma versão antiga diretamente pelo painel sem muitos problemas. É só ativar e informar nas configurações do plugin a versão pela qual deseja voltar e prosseguir com a reinstalação da versão escolhida. Mas, lembre-se: não é interessante se manter desatualizado por muito tempo. Voltar uma versão do WordPress é uma solução paliativa para você não perder suas funcionalidades no momento. Como eu já disse, é uma questão de tempo até os plugins sofrerem atualizações e correções, mas o correto é sempre manter seu WordPress e plugins atualizados!

Caso dê algo errado e venha aparecer a temida tela branca no site, desinstale todos os plugins e ative um por um até descobrir qual está dando o problema (e apague-o). Se o problema ainda persistir, restaure o backup com ajuda do plugin All-in-One ou com os profissionais citados no tópico anterior.

Por que se manter atualizado?

O WordPress é uma plataforma de software livre, com diversas pessoas trabalhando incansavelmente para melhorar o sistema mais e mais, trazendo inovações e reforçando a segurança. Um site com uma sistema antigo abre portas para invasões, vulnerabilidades do sistema e até mesmo sobrecarga desnecessária de servidor com funções ultrapassadas (isso conta também para temas muito antigos). Uma versão nunca é lançada à toa, significa que algo na anterior não estava ocorrendo bem. Portanto, sempre mantenha-se atualizado!